CORONAVÍRUS

Brasil poderá ter 9 milhões de infectados. Ministro da saúde pede suspensão das eleições deste ano

Cultura&Realidade - 22 de Março de 2020 (atualizado 22/Mar/2020 16h03)

file-2020-03-22155312.512127-minsitro6171f0ca-6c6e-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

Ministro da Saúde pede adiamento das eleições deste ano - Foto: Ilustração

Curtas deste domingo, 22, em dias de isolamento social e agenda das

autoridades na luta contra os efeitos do Coronavírus

 

ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES - (Estadão) -O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o Congresso deveria adiar as eleições municipais deste ano, marcadas para outubro, para conter o avanço do novo coronavírus no País. O comentário foi feito durante reunião por videoconferência com prefeitos de capitais, neste domingo, 22.

Para Mandetta, a disputa eleitoral pode comprometer o foco dos gestores e causar uma "tragédia". "Faço aqui até uma sugestão. Está na hora de o Congresso falar: 'adia', faz um mandato desses vereadores e prefeitos. Eleição no meio do ano... uma tragédia, por que vai todo mundo querer fazer ação política", disse. 

O ministro fez o comentário em resposta a um dos prefeitos que mencionou dificuldades políticas com outros atores da região para adotar algumas medidas de contenção.

"Não é hora de falar sobre isso", cortou o prefeito de Campinas, Jonas Donizette, presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Em seguida, foi dada a palavra a um outro gestor, e não se tocou mais no assunto.

Desde que se intensificaram as consequências da pandemia, líderes do Congresso começaram a falar na possibilidade de adiar o pleito que escolherá os novos prefeitos e vereadores. 

BOLSONARO POLITIZA -  (El País) - Já o presidente Jair Bolsonaro chamou o governador de São Paulo, João Doria, de “lunático” em entrevista ao canal CNN. O ataque foi feito após o tucano declarar quarentena em todo o Estado à partir de terça-feira: todos os comércios não essenciais devem ficar fechados (incluindo bares e restaurantes).

Bolsonaro também reagiu às críticas de Doria de que lhe faltaria liderança neste momento de crise: “Esses governadores, poucos, que me criticam o tempo todo, dizem que não tenho liderança. Digo a esses governadores que as eleições de 2022 estão muito longe ainda para vocês partirem para esse tipo de ataque”.

74% DOS BRASILEIROS APOIAM MEDIDAS RESTRITIVAS - Uma pesquisa do Datafolha divulgada neste domingo aponta apoio de 74% dos entrevistados a medidas restritivas como a quarentena.

BRASIL PODERÁ TER 9 MILHÕES DE INFECTADOS - Os casos da doença no país chegaram a 1.128, com 18 mortos. A expectativa é de que o Brasil possa ter até 9 milhões de infectados, segundo especialistas.

CHINA VOLTA A TER CASOS LOCAIS - A China, epicentro da pandemia do coronavírus, anunciou neste final de semana que voltou a registrar casos de transmissão local da doença, logo após ter divulgado o fim deste tipo de contágio.