file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Festival Gastronômico Paladares do Sertão

Caminhada pela paz e prevenção ao suicídio foi realizada hoje em Irecê

Cultura&Realidade - 21 de Setembro de 2017 (atualizado 21/Set/2017 15h49)

file-2017-09-21152259.245446-fotos_2_jeojanee57f3eda-9ef9-11e7-97a4-f23c917a2cda.jpg

Caminhada pelas ruas de Irecê marca lançamento do projeto Cultura Pela Paz e prevenção ao suicídio – Foto: Tamires de Castro.

Lançar o movimento “Cultura pela paz” e sensibilizar as pessoas para a prevenção ao suicídio, foram os principais objetivos de palestras e caminhada de professores, profissionais de saúde, estudantes, usuários do Caps – Centro de Assistência Psicosocial de Irecê, além de lideranças de organizações dos serviços sociais e do governo municipal.

O auditório do Colégio Modelo foi o local da palestra desenvolvida pelo psiquiatra Jeorjane Dourado, avaliada pelos participantes como de extraordinária importância na formação de pessoas para iniciativas de prevenção a mortes por suicídio, que só este ano já causou 25 vítimas na região de Irecê. No ano passado o índice alcançou 32 mortes e pode chegar a mais, considerando que tem casos sob investigação.

Auditório do Colégio Modelo lotado para a palestra do psiquiatra Jeorjane Dourado – Foto: Tamires de Castro.

 

Na oportunidade, o secretário municipal de educação Agnaldo Freitas fez o lançamento do projeto “Cultura pela paz”, com a criação da comissão prevista em lei municipal aprovada em 2014 pela Câmara de Vereadores, de autoria do ex-vereador comunista Pascoal Martins, fruto de iniciativa do Centro Espírita de Irecê, liderada pela militante social Diomira Macêdo.

Após os dois atos, os participantes ocuparam as ruas, até o centro da cidade, em grande caminhada pela paz e prevenção ao suicídio, com participação das autoridades e lideranças sociais. O prefeito Elmo Vaz participou de toda a programação.

A primeira dama do município Sinara Barbosa e a também empresária Diomira Macêdo, destacaram a importância dos dois eventos. “Estou muito feliz, fiquei bastante tocada e emocionada pela palestra, pelos depoimentos e especialmente pelas participações das pessoas na busca de contribuir para promover a paz e acolher as pessoas com riscos de cometer suicídio”, salientou Sinara, que foi escolhida como madrinha do projeto de sensibilização pela paz e redução da violência.

Já Diomira ressaltou a importância da instalação da comissão que vai atuar na gestão do projeto Cultura pela Paz. Trata-se de uma comissão importante, prevista pela lei municipal 990/2014, que pela primeira vez recebe o acolhimento do poder público de Irecê. “Esta comissão está formada pelas igrejas Católica e Evangélicas, clubes de serviços sociais como o Lions Clube, o movimento “Mulheres Cidadãs, o Centro Espírita Jesus de Nazaré, dentre outros, e é de fundamental importância, pois mobiliza a sociedade articulada com o poder público, na ação que visa promover melhores meios de convivência social nas comunidades urbanas e rurais”, destacou a representante do movimento “Mulheres Cidadãs”. Confira as fotos!

 

 

Da Redação