Irecê e Região

Com Afonso e Diogo, a família Mendonça volta a disputar o centro do poder em Ibititá e Lapão

Cultura&Realidade - 21 de Maio de 2020 (atualizado 21/Mai/2020 22h40)

file-2020-05-21144024.070046-diogo266dd200-9b8a-11ea-9b89-f23c917a2cda.jpg

O médico Diogo Mendonça vai enfrentar o candidato do prefeito Ricardo Rodrigues - Foto: Print Facebook/Vídeo/Diogo

DA REDAÇÃO I Por João Gonçalves

 

A família Mendonça retorna com força à arena política, a qual comandou na década de 80, em Lapão e Ibititá. No final dos anos 80, 1988 exatamente, Bráulio Mendonça elegeu-se prefeito de Lapão, exercendo forte influência no ambiente de poder na década de 90 do século passado. Em Ibititá, seu irmão Carlos Mendonça (Carlão), elegeu-se prefeito em 1992, no vácuo deste momento.

Os dois irmãos deram as cartas nestes municípios, na sombra do “Carlismo”, até meados da década de 90. Depois deste período, em Lapão, o grupo ora liderado pelos “Rodrigues Vilela” (Ricardo Rodrigues, que assumiu o comando da política da família, passado pelo seu pai Oswalter Vilela) ora pela família “Carvalho”, (tendo Hermenilson Carvalho como expoente). Ricardo e Hermenilson iniciaram suas respectivas carreiras políticas no mesmo grupo, para fazer frente ao lendário e primeiro prefeito de Lapão, Valdemar Carvalho. Ricardo e Hermenilson romperam os laços políticos em 2018.

Afonso Mendonça e Fabrízia, pré-candidatos a prefeito e vice, em Ibititá - Foto: Waldson Alves

Em Ibititá, após a passagem de Carlos Mendonça, quem liderou a politica local foi o médico Domingos Moitinho, que teve o seu sobrinho, o engenheiro Francisco “Chiquinho” Dourado, como seu sucessor, que foi desbancado pelo atual prefeito Cafu Barreto, reeleito, que tenta se manter no poder local, defendendo como candidata a prefeita, nas próximas eleições, a sua prima “Nilvinha de Canoão”.

Passados 20 anos, a família Mendonça volta a ameaçar os grupos mandatários atuais nos mesmos municípios. Em Ibititá, o advogado Afonso Mendonça, filho do ex-prefeito Carlão, concorreu com Cafu Barreto em 2016 e deu um calor danado na reta de chegada. Foi uma importante revelação política naquele momento. Manteve o grupo, ganhou novos apoios, inclusive de importantes ex-aliados do de Cafu, como o atual vice-prefeito Arturzinho e agora concorre pela segunda vez ao cargo majoritário local. A disputa promete ser acirrada.

Em Lapão, Ricardo Rodrigues que perdeu o apoio de Hermenilson, venceu seu ex-aliado, que teve apoio do opositor Militão Dourado nas eleições de 2016. Com invejável avaliação popular da gestão pública, Ricardo vem enfrentando alguns desafios na área política. Ao definir seu apoio pelo empresário da construção civil Márcio Messias, ele fez uma aposta que tem gerado dúvidas entre seus aliados.

Pela oposição, Hermenilson e Militão vinham dialogando para definir, entre os dois, quem seria o candidato que enfrentaria o nome indicado pelo atual prefeito. Após muitas discussões, sem um entendimento harmonioso, surgiu o nome do jovem médico Diogo Mendonça, sobrinho do ex-prefeito e ex-vereador Bráulio, que ganhou a simpatia das novas gerações da política lapoense, e também dos velhos caciques que se opõem a Ricardo.

Assim, em Ibititá e Lapão, o sobrinho de Bráulio (Filho de 'Dermão" Mendonça) e o filho de Carlão estarão novamente na disputa eleitoral para disputar as cadeiras do poder máximo em suas cidades.

Afonso Mendonça, que é filiado ao PSDB, do deputado federal Adolfo Viana, lançou seu nome como pré-candidato em fevereiro. Diogo Mendonça, que tem 36 anos, filiado ao PP, foi anunciado como pré-candidato na manhã desta quarta-feira (20), através de vídeos em sua página pessoal de Facebook, pelos líderes opositores Hermenilson e Militão. O pré-candidato a vice é “Jedinho”, vereador pelo segundo mandato, filho do ex-vereador “Didi”, de Aguada Nova.

“A escolha dos nomes de Diogo e ‘Jedinho’ se consolidou de forma democrática e ambos representam as qualidades esperadas para defender por completo o novo projeto político de Lapão”, justificou Hermenilson Carvalho.

Foto print vídeo de manifesto de apoio de Hermenilson, na página de Facebook de Diogo - facebook.com/drdiogomendoncalp/

“A meta é manter a construção, o avanço estrutural da cidade de Lapão, e fazer com que essa estrutura gere emprego, renda e atenda projetos sociais, esportivos, culturais que há tempos foi esquecido”, disse, por sua vez, o experimentado Militão Dourado.

Foto print vídeo de manifesto de apoio de Militão, na página de Facebook de Diogo - facebook.com/drdiogomendoncalp/

“É com muito orgulho que aceito o convite feito pela oposição política de Lapão para disputar, como pré-candidato a prefeito, na cidade de Lapão. Me sinto honrado e espero em Deus ter condições para que nosso trabalho seja, de fato, um trabalho diferente, que atenda o anseio, principalmente de acolhimento, respeito, carinho e amor para com o povo de Lapão. Não medirei esforços para honrar todos os dias o convite que me foi feito”, manifestou o jovem médico Diogo, que vai para a sua primeira disputa eleitoral, carregando as experiências do ambiente familiar.