Bahia

Convênio permitirá a criação de um novo polo citrícola nas regiões de Irecê e Chapada Diamantina

Cultura&Realidade - 14 de Agosto de 2019 (atualizado 14/Ago/2019 10h46)

file-2019-08-14103455.703969-laranja4d90dae6-be98-11e9-b653-f23c917a2cda.jpg

Convênio vai permitir a construção imediata de um viveiro telado para a produção de mudas críticas - Foto: divulgação

Foi assinado, pelo deputado estadual Eduardo Salles e o prefeito de Tapiramutá, Djalma Santos, na última segunda (12), juntamente com o presidente da Companhia De Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Wilson Dias, o convênio que vai permitir a construção imediata de um viveiro telado para a produção de mudas cítricas. Para Salles, a iniciativa vai permitir a geração de empregos na região de Irecê e em toda a Chapada Diamantina.

“A intenção é que o plantio de limão e laranja seja mais uma opção de renda aos produtores e gere empregos diretos e indiretos. Assim será possível vender limão, laranja e tangerina para outros estados e exportar”, disse o deputado progressista. O convênio vai permitir a produção de 51 mil mudas de citrus, por ciclo, para distribuir aos pequenos agricultores por meio do Programa Procitrus, elaborado pela prefeitura.

“Agradeço ao governador Rui Costa, ao secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Josias Gomes, e a Wilson Dias por contribuírem com esse projeto. Eu, Ju, o vice-prefeito Fred Vinicius Fred, o ex-prefeito Luciano Nery, o deputado federal Mário Júnior, secretários, vereadores e nosso grupo político seguiremos firmes no propósito de gerar postos de trabalho e desenvolvimento no município”, finalizou o parlamentar. 

Da redação, com conteúdo do Jornal da Chapada