BRASIL

Democracia é o tema da parada LGBT+ de São Paulo em 2020

Cultura&Realidade - 14 de Janeiro de 2020 (atualizado 14/Jan/2020 15h04)

file-2020-01-14150225.828646-Sem_titulo-1056186fc-36f8-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

A Parada LGBT+ de São Paulo, a maior do mundo, definiu que o tema de 2020 será “Democracia”. - Foto: Ilustração

 


Os recentes ataques á comunidade LGBT e as eleições de 2020 foram os principais motivos que levaram o tema a se tornar vencedor. A outra proposta que estava concorrendo era de HIV e aids,  mas decidiram deixar para o ano que vem, já que em 2021 completam-se 40 anos do início da epidemia da aids no mundo.


“Tendo em vista todo o cenário político e social, e com o desmonte na área da saúde, na educação e na cultura, que não atinge só a comunidade LGBT+ e, sim, toda a sociedade”, disse o comunidade da  Associação da Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, que abriu uma votação para a escolha do slogan.


Chegando em sua 24ª, a parada de São Paulo se tornou uma manifestação política importante para o movimento LGBT+. Temas como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a criminalização da LGBTfobia, direito das pessoas trans entre outros pontos foram pontos que ajudaram a pressionar a sociedade em decisões positivas para a comunidade.

Em 2019, o primeiro ano do mandato do presidente Jair Bolsonaro, que já se declarou como LGBTfóbico diversas vezes, a parada teve um tom politico muito maior que os anos anteriores. Cartazes e faixas repudiavam as falas do capitão e exaltavam a decisão do STF de criminalizar a LGBTfobia.

O tema do ano anterior foi a Revolta de Stonewall, ocorrida em Nova York (EUA) em junho de 1969. Stonewall é uma referência ao bar nova iorquino frequentado por membros da comunidade LGBTI+ (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros), na década de 1960, que resistiram a uma batida policial, gerando uma série de manifestações pela diversidade sexual. Um ano depois ocorria a primeira Parada do Orgulho Gay, em Nova York.


Da Redação, com conteúdo da Carta Capital.