file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Bahia

Meirinha é vitima de bulling praticado por internautas, em postagem que Marina Silva pede votos para a ireceense

João Gonçalves - 05 de Outubro de 2018 (atualizado 05/Out/2018 17h58)

file-2018-10-05133446.682936-Meirinha923068ce-c8bc-11e8-8738-f23c917a2cda.jpg

Print de uma das postagens preconceituosas - Foto: ilustração captada do pos oficial

A presidenciável Marina Silva postou na sua página pessoal, um card com pedido de votos para a candidata a deputada federal Meirinha, com impulsionamento para  todo o Estado da Bahia. Com quase 4.500 reações, sendo 99% positivos, o post, infelizmente, também revela a marca do preconceito de muitos internautas.
Iago Silva, enfatizou que Meirinha é “alvo muito pequeno pra ser esfaqueado”, Carlos Roberto Barreto disse que “Meirinha tem futuro, quando crescer vai liderar a tribo dos anões kkkkk help... fui”. Vitor Fischer postou: “Aí sim em, ganhou o apoio da branca de neve também? Kkkk. Rafael Long, por exemplo, comentou na postagem: “Parece que ela enguliu um butijão de gás”.
Apesar dos ataques, Meirinha recebeu milhares de manifestos de apoio e solidariedade. “Que absurdo esses comentários preconceituosos. Depois dizem que são cidadãos de bem, com Deus no coração. Hipócritas!”, defendeu Bheatriz Ribeiro. 
Igor Moura também condenou os ataques. “Agora vemos o porque do Brasil precisar de inclusão e representatividade, mas claro, que aliado a isso, temos a sua competência. Os comentarios bizarros mostram que precisamos muito de uma Meirinha na política!”
A Carina Rios postou um manifesto de apoio: “Tamo Junto Meirinha. Você a cada dia me prova que os meus votos com você valeram muito a pena. Me representou na cidade como vereadora, é a melhor professora da minha faculdade e não tenho dúvida que irá me representar como Deputada federal”. 
Já a internauta Jocélia Queiroz incentivou a candidata Meirinha. “Força guerreira! O Brasil precisa de pessoas como vc, honestas e capacitadas. Tamanho não voga nada. O importante é o caráter, e o seu é excelente. Boa sorte! Deus te abençoe sempre”.
Sobre estes manifestos, Meirinha disse que já está acostumada com o assédio moral e bulling desta natureza. “Faz parte da postura cultural de pessoas que não tem amor no coração, que não dimensionam a cultura de paz, que não respeitam as diferenças, e é para promover paz e amor a estas e outras pessoas, que me sinto encorajada a continuar a luta pela inclusão de pessoas que sofrem o preconceito cotidiano em suas vidas”.