Educação

Na América Latina, só Cuba atinge objetivos globais de Educação, diz Unesco

Cultura&Realidade - 09 de Março de 2019 (atualizado 09/Mar/2019 09h57)

file-2019-03-09095704.908422-cubad6cab4f8-426a-11e9-84d8-f23c917a2cda.jpg

Cuba continua a investir e a liderar na educação Foto: Divulgação

Cuba é o único país da América Latina e Caribe a alcançar todos os objetivos mensuráveis de educação. É o que aponta o Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos 2015, da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O documento se baseia no marco de ação proposto, em 2000, no Fórum Mundial de Educação em Dakar. Lá, governos de 164 países se comprometeram com objetivos como cuidados na primeira infância, educação primária universal, alfabetização de adultos e paridade e igualdade de gênero. O desempenho dessas nações foi monitorado quase anualmente.

Apenas metade dos países do mundo e da América Latina alcançou o objetivo de acesso universal à educação primária. Equador, Chile, Peru e México foram os únicos da região a passarem a taxa de 80% das crianças matriculadas na educação pré-primária.

Para a Unesco, o Brasil teve progressos significativos na ampliação do acesso de pessoas pobres à educação por causa da política de transferência de renda dos últimos anos. Foi notado, ainda, uma redução substancial na diferença da qualidade da educação nas áreas urbanas e rurais no país, e também na Argentina, na Costa Rica e no Uruguai.

O documento estipula ainda objetivos até 2030. Entre eles, estão a universalização da educação pré-primária, primária e do primeiro nível da educação secundária e expansão da aprendizagem de adultos.

Da redação, com informações do site Uol