CORONAVÍRUS

Nove empreendimentos comerciais de Irecê foram notificados, nesta terça, 24 e poderão ter seus alvarás cancelados

Cultura&Realidade - 24 de Março de 2020 (atualizado 24/Mar/2020 18h27)

file-2020-03-24182737.060106-AMERICANAS485cf572-6e16-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

Lojas Americanas desobedeceu normas estabelecidas pelo município, por conta do Estado de Calamidade de Saúde Pública - Foto: Cultura&Realidade/Olga Lara

Da Redação/Por Olga Lara

Cinco secretários municipais, fiscais e assessores jurídicos da Prefeitura de Irecê fizeram monitoramento no comércio local, no sentido de fazer cumprir as determinações do Decreto 106/2020, emitido pelo prefeito Elmo Vaz, que estabelece normas de isolamento social, definindo diversas medidas restritivas, inclusive o fechamento do comércio, deixando em funcionamento, apenas empreendimentos essenciais, como aqueles que se destinam a abastecimento de alimentos e medicamentos, dentre outros.

Durante as atividades de monitoramento, desta terça-feira, 24, nove empreendimentos estavam funcionando em desacordo com o decreto. Todos eles foram acionados e poderão ter seus alvarás cancelados pela prefeitura. Os nomes dos empreendimentos foram mantidos em sigilo.

O site Cultura&Realidade flagrou as Lojas Americanas, que funcionou irregularmente na segunda-feira, 23 e nesta terça-feira, 24, até que os agentes públicos dialogaram e formalizaram o fechamento amigavelmente.

O monitoramento será intensificado nesta quarta-feira, segundo as autoridades municipais. As medidas restritivas adotadas são indicações das autoridades de saúde do município, do Estado e do ministério da saúde, sob recomendações da Organização Mundial de Saúde.

Os ramos de atividades que não são considerados essenciais neste período de calamidade de saúde pública, decretado pelo Ministro da Saúde Luiz Matedda, para todo o território nacional, podem funcionar internamente, sem atendimento presencial ao público.