Bahia

Um grupo de PMs da Bahia decretou greve em assembleia nesta terça-feira (8)

Cultura&Realidade - 09 de Outubro de 2019

file-2019-10-09094834.136568-PM1abfc0f6-ea93-11e9-b653-f23c917a2cda.jpg

O comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, afirmou que não existe greve e que os policiais seguem nas ruas, e acusa o movimento de político. - Foto: Ilustração

 

Os PMs pedem melhorias no Planserv e no plano de carreira, entre outras reivindicações. O movimento é liderado pela Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra).

“A gente deu um prazo de cinco anos, período em que a gente está tentando conversar com o governador. Todas as entidades que são responsáveis por essa questão foram notificadas, receberam ofício com indicativo da possibilidade de paralisação, mas, infelizmente, não atendeu a esse pedido. Inclusive, foi dito que hoje era o dia D, o último dia em que ficaríamos esperando que o governo nos chamasse para negociar”, diz o coordenador regional da Aspra, Augusto Araújo Júnior.

Resultado de imagem para Um grupo de PMs da Bahia decretou greve em assembleia nesta terça-feira (8).

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) diz que se trata de um "pequeno grupo" dentro da corporação, e informa que a situação é monitorada. A Polícia Militar divulgou nota afirmando que os PMs que não comparecerem para trabalhar responderão "conforme Legislação Militar".

O comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, afirmou que não existe greve e que os policiais seguem nas ruas, e acusa o movimento de político. “Trata-se de um movimento político, com a intenção de criar clima de insegurança. Isso não será permitido. A Polícia Militar da Bahia garante o policiamento ostensivo em todo o estado e tranquiliza a população, que deve manter sua rotina normalmente. Quem fez essa declaração de greve foi o deputado Prisco. Ele e 300 policiais, a maioria aposentados e não tem a adesão da PM.”, explicou.

Resultado de imagem para Um grupo de PMs da Bahia decretou greve em assembleia nesta terça-feira (8).

 

Da redação.